Novo Enem: Fim da Conclusão do Ensino Médio pelo Enem e exclusão dos “treineiros”

Essa semana tivemos uma notícia que impactará e muito na vida daqueles que fazem o Exame Nacional do Ensino Médio que foi dada pela atual presidente do Inep ( Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais),  Maria Inês Fini. Na entrevista a presidente falou das mudanças que provavelmente ocorrerão a partir de 2017 no Enem.  Entre as principais mudanças estão a exclusão da certificação de conclusão do ensino médio pelo Enem e o fim dos “treineiros” e também só será concedido isenção do pagamento da prova por até três vezes.

Essas mudanças terão muito impacto na vida dos alunos e também do Governo que é responsável pela prova. A justificativa por essas mudanças é para a adequação às mudanças do ensino médio que estão para a ocorrer e também para economizar. Neste ano gastou-se R$650,00 milhões com o Enem e com essas mudanças a tendência é baixar esse valor.

Fim da conclusão do ensino médio pelo Enem

Com a nova proposta os alunos não poderão mais tentar concluir o ensino médio realizando a prova do Enem e conseguindo os pontos necessários, isso chegará ao fim provavelmente no próximo ano. O anúncio dessas mudanças serão feitas logo após a realização das provas do Enem no dia 3 e 4 de dezembro.

Os alunos que quiserem concluir o ensino médio terão que fazer a prova do Encceja  (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos) que será reativado para funcionar como antes, assim o Inep pretende começar a economizar com esses alunos que realizam o Enem apenas para tentar a conclusão do ensino médio.

Além da questão financeira uma outra justificativa são os números, pois o percentual de pessoas que conseguem a conclusão do ensino médio com o Enem é muito baixa, tornando inviável continuar com essa prática. Ficará muito mais barato realizar a prova do Encceja do que do Enem que requer uma preparação muito mais complexa e com muito mais custos.

Fim dos “treineiros” no Enem

Outra coisa que irá mudar também é para os alunos do 1º e 2º ano do ensino médio que realizam a prova do Enem apenas para treinar, pois como ainda não estão concluindo o ensino médio não podem fazer a prova com o a intenção de entrar em uma universidade, por isso marcam a opção que irão realizar a prova a apenas como modalidade de treino. Isso provavelmente deve acabar, pois também gera um custo alto para o Estado.

Ao invés de participar do Enem com os demais candidatos que concorrem a vagas para universidade, esses alunos treineiros terão simulados que substituirão o Enem e ficarão muito mais baratos.

Isenção na taxa de pagamento da inscrição do Enem terá um limite

Já havia uma discussão acerca da isenção da taxa de pagamento da inscrição no Enem. Muitos candidatos se inscrevem e não comparecem no dia da prova, gerando um gasto desnecessário aos cofres públicos. Essa provavelmente será a solução dada a essa questão, pois com o novo Enem a isenção só será concedida até três vezes ao um mesmo candidato.

Não se sabe bem ao certo que irá fazer com o candidatos que faltam no Enem, havia a previsão de que esses faltantes teriam que dar uma explicação do motivo da falta para não perder a chance de ter nova isenção, mas isso ainda não ficou bem claro. Pode ser que esse assunto volte a ser mencionado, mas até o momento nada foi dito sobre.

Provavelmente novas mudanças irão ocorrer ainda no Enem para 2017, por isso já estão chamando de Novo Enem, pois essas mudanças são bastante significativas e afetaram muitas pessoas. O anúncio das mudanças ainda não foram feitas, teremos que aguardar para ver o que vem por aí

 

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Top