Design de Games: Mercado de trabalho, carreira e onde estudar

Você sabia que existe um profissional responsável por criar e desenvolver vídeo games, jogos de computador, jogos de celulares e de redes sociais? Pois bem, ao contrário do tabu que diz “Nossa, o trabalho do cara é se divertir jogando vídeo game”, o profissional de Design de Games é aquele que trabalha para que os outros se divirtam. E acredite se quiser, o Designer tem um campo de atuação muito mais vasto do que imaginamos. Os jogos produzidos para celulares, tablets, computadores e vídeo games geralmente são de entretenimento, mas o profissional também cria jogos empresariais utilizados em treinamentos de seus colaboradores, além de simulações médicas e simulações de voos. Para que tudo isso se realize, ele analisa as tendências do mercado e do público-alvo ao qual o produto se destina.

O perfil do Designer de Games

Mais uma vez quebrando um estereótipo: o cara que cria jogos não é um “nerd” ou “geek” solitário que trabalha na frente do computador em uma sala cheia de aparelhos tecnológicos do outro mundo. Ele se relaciona – e muito – com outras pessoas: a criação e desenvolvimento de um jogo sempre são sempre feitos em uma linha de produção que engloba diversos profissionais, sejam eles formados em Design de Games ou não. Para que o produto final seja perfeito, a comunicação precisa ser limpa e sem ruídos para que a “engrenagem” da produção rode eficientemente. Portanto, além de ser louco por tecnologia, o profissional tem, sim, que ser um comunicador e trabalhar em equipe!

O mercado

Design de Games é considerada uma atividade de Economia Criativa, ou seja, aquela que alia a criatividade com o valor econômico de seu produto. Em outras palavras, criatividade gerando dinheiro. E quanto dinheiro: tendo um vista que o 69 milhões de brasileiros (mais ou menos um terço da população!!!) joga algum tipo de jogo, segundo a consultoria norte-americana Newzoo, vemos aqui no nosso país um mercado super aquecido e com potencial para se expandir cada vez mais. Somos o 12º maior do mundo nessa área, a qual gerou em 2016 um faturamento de 4 bilhões de DÓLARES na economia!! Alguma dúvida da relevância desse setor??
A carreira e a atuação do profissional
Algumas das funções do Designer de Games que atua em criação e desenvolvimento são:

  • Elaboração de roteiros, cenários, figurinos, gênero do jogo, tema, regras, ilustração, vinhetas para o mercado publicitário;
  • Desenvolvimento de tecnologias de modelagem 2D e 3D e de linguagens multimídia;
  • Criação de recursos gráficos e redes para o desenvolvimento dos jogos;
  • Criação da campanha publicitária para venda do produto.

A função menos conhecida é a do cyber-atleta para e-sports. Sim, isso mesmo que você está pensando: existe um atleta que treina para jogar video games e competir em campeonatos, e pode ganhar até 3.000,00 por isso!! E pra completar, há também um “testador” de jogos – geralmente freelancers iniciantes contratados para testar novos jogos com o objetivo de apontar falhas a serem melhoradas antes do produto chegar ao mercado.
Mas não só de games vive o Designer de Games. Por sua formação multidisciplinar envolvendo Matemática, Computação e até mesmo Propaganda e Marketing, o formado pode atuar em agências de publicidade, produção de Rádio e TV, desenvolvimento de softwares, produção de sites para a internet e estúdios de arte e animação.
Quanto a salários, é difícil estipular uma média, até porque não existe uma regulamentação para piso salarial dentro da Abragames (Associação Brasileira de Games). Depende muito do tipo de empresa que o Designer vai trabalhar (como vimos, o campo é vasto) e da função que ele exercerá. Para iniciantes, pode variar de 1.200,00 a 4.000,00, e para os experientes pode chegar até 16.000,00.

Onde estudar

Vamos ao que mais me interessa: como posso me tornar um Designer de Games? O MEC tem regularizado cerca de 50 cursos superiores em todo o país, sendo que deles apenas 2 são Bacharelado: o da Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo (considerado o melhor de todos) e o da UNIVALI – Universidade do Vale do Itajaí, campus de Balneário Camboriú e Florianópolis.
Os outros são os tecnólogos, geralmente chamados Tecnologia em Jogos Digitais ao invés de Design de Games. Os principais são oferecidos pelas seguintes universidades: Estácio de Sá (São Paulo), UNICSUL – Universidade Cruzeiro do Sul (São Paulo), Anhanguera (diversos estados), UDF – Centro Universitário do Distrito Federal (Brasília) e UNOPAR – Universidade do Norte do Paraná. O melhor dos tecnólogos é o da PUC Minas

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Top