Matriz de Referência do Enem 2013

Você que se inscreveu para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2013, e ainda não começou a estudar para fazer as provas exame nos dias 26 e 27 de outubro, saiba que a matriz de referência do Enem 2013 deve ser seu principal guia de estudo, faça o download desse guia logo abaixo.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) juntamente com o Ministério da Educação e Cultura (MEC) no intuito de auxiliar os estudantes na orientação dos seus estudos criou a Matriz de Referência do Enem 2013. Nela estão contidas informações e orientações sobre o que se cobrado na prova do Enem 2013.

A matriz de referência traz alguns eixos que serão comuns a todas as áreas de conhecimento, os eixos cognitivos, isso serve para avaliar a visão global que o aluno tem.

Eixos cognitivos

Matriz de conteúdo para estudar no Enem 2013De acordo com a matriz de referência do Enem 2013, dentro desse eixo será avaliada a capacidade que o estudante tem para dominar linguagens como a língua portuguesa, interpretar as linguagens matemáticas, artística, cientifica e ainda o seu grau de conhecimento das línguas estrangeiras (inglês e espanhol); a capacidade de compreender fenômenos, que através do conhecimento de várias áreas consegue-se criar mecanismos que façam a compreensão dos fenômenos naturais e de produção tecnológica; capacidade de enfrentar situações e problemas, que compreende a capacidade de selecionar, organizar, relacionar, interpretar dados e informações de diferentes formas e tomar decisões; capacidade de construir argumentação relacionando informações que estejam representadas de diferentes formas para construir uma arguição consistente e apresentar de forma lógica e coesa; capacidade de elaborar propostas com base no conhecimento adquirido de forma solidária, respeitando os valores humanos considerando as diversidades socioculturais.

Conhecimentos Específicos

Porém o Enem não mede apenas a capacidade cognitiva, também é medido o conhecimento específico tais como conhecimentos em linguagens e códigosmatemática, ciências da natureza, ciências humanas e as tecnologias que envolvem todas essas áreas.

Para linguagem e códigos será abordado:

  • Estudo do texto;
  • Estudo das práticas corporais;
  • A produção e recepção de textos artísticos;
  • Estudo de texto literário;
  • Estudo dos aspectos linguísticos em diferentes textos;
  • Estudo do texto argumentativo, seus gêneros e recursos linguísticos/argumentação;
  • Estudo dos aspectos linguísticos da língua portuguesa e
  • Estudo dos gêneros digitais.

Para matemática e suas tecnologias:

  • Conhecimentos numéricos;
  • Conhecimentos geométricos;
  • Conhecimentos de estatística e probabilidade;
  • Conhecimentos algébricos e
  • Conhecimentos algébricos em consonância com geométricos.

Para as Ciências Naturais foram divididos os objetos entre os conteúdos de Física, Química e Biologia que são;

Para a Física:

  • Conhecimento básico e fundamental como notação cientifica e noções de grandeza;
  • Movimento, equilíbrio e a descoberta das leis da física;
  • Energia, trabalho e potencia;
  • Mecânica e funcionamento do universo;
  • Fenômenos elétricos e magnéticos;
  • Oscilações, ondas, óptica e radiação e
  •  Calor e os fenômenos térmicos.

Para a Química:

  • Transformações químicas e representações destas;
  • Materiais, suas propriedades e utilidade;
  • Estudos da água;
  • Energia das transformações químicas;
  • Dinâmica das transformações químicas;
  • Transformação química e equilíbrio;
  • Estudo do carbono e seus compostos
  • Relacionar a química com as tecnologias, sociedade e meio ambiente.
  • E energias químicas no cotidiano.

Para a Biologia:

  • Estudo das moléculas, células e tecidos;
  • Hereditariedades e diversidade da vida;
  • Identidade dos seres vivos;
  • Ecologia e ciências ambientais;
  • Origem e evolução da vida;
  • Qualidade de vida dos seres humanos.

Para as Ciências Humanas deve se ater para:

  • Diversidade cultural, os conflitos e a vida em sociedade dos povos;
  • As formas de organização sócia;
  • Movimentos sociais ocorridos;
  • Pensamentos políticos e ação do Estado;
  • Características e transformações das estruturas produtivas;
  • Domínios naturais e relação ser humano/ambiente e
  • Representação espacial/cartográfica.

Matriz de Referência Enem 2013: Áreas do Conhecimento

A matriz de referência do Enem 2013 (que você viu acima) é a mesma de 2009. Muitos acham isso estranho mas de fato a matriz curricular continua a mesma nos últimos cinco anos. Você também pode baixar o pdf direto do portal do MEC.

Nas questões do Enem 2013 de forma geral serão estes os pontos da matriz de referência do Enem 2013 que serão abordados nos enunciados, sempre buscando uma visão geral do aluno acerca de assuntos diversos e avaliando a sua capacidade de interpretar, analisar e aplicar os conhecimentos em busca de resolução de diversos problemas.

Matriz de Referência Enem 2013: Redação

Mas além desses objetos o Enem aborda temas que serão discutidos na redação, bem como a forma em que os alunos irão redigir a mesma. Cabe ao aluno estudar, praticar e verificar suas dificuldades para que sejam amenizadas antes dos dias 26 e 27 de outubro. Por isso vale a pena continuar estudando, pois boas notas no Enem vão possibilitar ao candidato a entrada na universidade.

A matriz de referência da redação do Enem 2013 foi publicado no Diário Oficial da União em 9 de maio de 2013 e indica ao candidato as bases a seguir para realizar uma boa redação no Enem 2013. Vale lembrar que o Ministério da Educação promete um maior rigor  na correção da redação do Enem 2013 para evitar problemas do tipo que aconteceram na última edição do exame.

2 comentários em “Matriz de Referência do Enem 2013

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *