Redação do Enem

Muitos ainda não sabem da importância da redação na nota final do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e por isso acabam não se dedicando tanto para ela. Alguns acreditam inclusive que escrever uma boa redação é dom ou mesmo sorte. Caso você se inclua nesse grupo convido a continuar a leitura do texto, caso não, esteja incluso nesse grupo também e continue a leitura, pois aqui falaremos de forma bem abrangente da redação no Enem.

Desde a primeira edição do Enem a redação vem sendo cobrada e provavelmente assim continuará, pois com a redação o aluno demonstra de forma mais clara seu nível de conhecimento acerca de algumas áreas. Não há como decorar uma redação, por isso é preciso que algumas coisas já estejam internalizadas no candidato no momento de fazer a redação do Enem

A nota da redação no Enem vale de 0 a 1000 pontos e corresponde à metade do valor total da prova, isso significa que o aluno que tirar total já percorreu a metade do caminho. Geralmente os candidatos que têm nota alta na redação conseguem entrar para a universidade. Se o  candidato pensar um pouco verá que se a redação é a metade dos pontos significa que deverá dedicar a metade de seu tempo de estudo para ela.

Espero que tenha se convencido da importância da redação no Enem e que tirando o valor total já terá garantido 50% da prova. Uma boa notícia é que fazer redação não é algo inato, requer muito treino e dedicação. Pessoas que leem bastante têm mais facilidade na construção da redação, pois sempre estão aprendendo novas palavras e observam como os autores constroem suas idéias, com isso acabam aprendendo quase “sem querer”.

Leia o edital do Enem

Todos os anos na época das inscrições do Enem, é lançado o edital que contém todas as regras do exame. Entre essas regras há aquelas específicas para a redação. Você por acaso já leu essas regras? Então, lá fica claro quais são os critérios cobrados na redação, como acontecerá a correção e as demais coisas pertinentes.

A redação do Enem é corrigida por dois corretores independentes, ou seja, um não sabe da correção e nota do outro. Há 5 (cinco) competências que são avaliadas na correção e eles podem atribuir de 0 a 200 pontos em cada uma delas, ou seja, no final totaliza 1000 pontos. Nas regras atuais se houver uma discrepância de 100 pontos entre as notas dos corretores é preciso convocar um terceiro corretor. Você sabia dessas coisas?

É preciso ler o edital do Enem, quando uma pessoa vai participar de um concurso público uma das primeiras coisas que ela faz é a leitura do edital, no Enem não deve ser diferente. As 5 competências avaliadas na redação do Enem são as seguintes:

I – Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa

II – Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das varias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa

III – Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

IV – Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

V – Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

A partir dessas competências os corretores avaliam as redações, então é importante que os candidatos também pensem suas redações a partir dessas competências.

A importância do domínio da língua portuguesa escrita para redação do Enem

redação enem

Uma das competências exigidas na redação do Enem é o uso formal da língua portuguesa escrita, mais do que lógico essa cobrança. Saber escrever corretamente é a cobrança básica para uma redação, mas como sabemos nem todo mundo domina bem a nossa língua portuguesa que realmente é bastante complicada.

Há muitas regras a serem seguidas e que normalmente na linguagem oral não observamos e com isso se torna mais difícil na hora de escrever, ainda mais se não tivermos esse hábito. Infelizmente só sabe bem português quem tem o hábito da leitura e também quem estudou o mínimo de regras gramaticais.  Há pessoas que pensam que não há mais cobrança de gramática nas escolas, não é bem assim, regras gramaticais estão presente em nossa língua, não há como fugir.

Um grande problema é que no dia da prova do Enem o candidato precisa ser rápido para escrever sua redação, o tempo é cronometrado e com isso muitas vezes ele não consegue nem reler para achar erros. Outro problema também é que quando acabamos de escrever um texto dificilmente encontramos erros, pois nosso cérebro já está “contaminado” pela ideia inicial do que “achamos” que escrevemos. Lemos uma palavra grafada errada, mas nosso cérebro corrige automaticamente para nós e assim não percebemos nossos erros no texto. Infelizmente isso é algo que acontece e que não tem como fugir, talvez uma possibilidade seja de escrever com mais atenção, pois assim aparecerão menos erros.

A coesão de um texto talvez seja uma das coisas mais importantes a serem observadas, mas também é algo que muitas pessoas “pecam”. Na língua portuguesa existem as ferramentas que são utilizadas que proporcionam a coesão do texto como as conjunções e os pronomes. Essas ferramentas coesivas servem para “costurar” as ideias do texto de maneira que elas fiquem claras e lógicas.

Outro ponto importante é a concordância verbal e nominal que invariavelmente erramos, pois na nossa linguagem oral cotidiano não observamos com freqüência. Deve-se ter muita atenção na concordância das palavras, algumas de fato devem ser estudas outras já são mais naturais e fáceis de serem observadas.

A nossa língua portuguesa realmente é complexa e merece um estudo aprofundado, não apenas para a redação do Enem, mas para toda a vida, afinal sempre ela nos servirá de alguma forma. Vale muito a pena investir em aulas extras de português.

Faltam ideias na hora de realizar a redação do Enem

ideias para a redação do Enem

Dificuldades não faltam quando o assunto é redação e uma delas é a falta de ideia para escrever um bom texto. No dia da prova do Enem há uma proposição de um tema específico que o candidato deverá escrever. Não há como fugir, o tema é proposto e deve ser respeitado, caso contrário o candidato poderá ter a redação zerada.

Mas o que fazer se faltam ideias na hora de escrever? Infelizmente há pouca coisa a se fazer, o que deve ser feito acontece bem antes do dia da prova. Geralmente as pessoas que faltam ideias para a redação é porque não dominam o assunto cobrado, sendo assim a única coisa a ser feita é preparar-se anteriormente.

Ideiais surgem quando temos uma “bagagem” suficiente de assuntos guardados em nossa memória e isso só é adquirido com leitura/informação. Se o tema da redação do Enem for, por exemplo, sobre a “questão de gênero e o preconceito no Brasil” é necessário que você já tenha lido algo sobre. Não tem como uma pessoa saber sobre “gênero e preconceito” se não ouviu ou leu a respeito. Provavelmente as pessoas que sabem do que se trata o tema terão muito mais chance de terem ideias boas para a redação. Então se esse for o caso a solução realmente é se informar e estudar sobre diversos temas possíveis que possam cobrar na redação.

Outra coisa que pode atrapalhar até aqueles candidatos mais bem preparados é a ansiedade ou nervosismo. Às vezes o candidato até sabe muita coisa sobre o tema abordado, mas está tão nervoso que “dá um branco na cabeça” dele na hora de começar a escrever. Aí o que se deve fazer é procurar se conhecer, saber o que lhe acalma e usar dessas ferramentas na hora. O que funciona muito bem para a maioria das pessoas é respirar de forma tranquila e prestar atenção nesse ato.

Texto dissertativo argumentativo

O texto da redação no Enem deve ser escrito na modalidade dissertativo argumentativo, sabia? Então é bom que você saiba bem o que vem a ser isso. Ao pensar na sua redação pense pelo viés “dissertativo argumentativo”, ou seja:

1º Dissertativo = O seu texto deve aquela clássica fórmula: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão

2º Argumentativo = Como a própria palavra já diz deve-se usar a discussão de dos argumentos, apresentação do ponto de vista e análise crítica do assunto

Na redação do Enem o candidato deverá expor seu ponto de vista a respeito do assunto proposto de forma que seu texto tenha um início, um meio e um fim e que tudo isso esteja escrito dentro das normas culta da língua portuguesa. 

Não há como fazer uma boa redação no Enem se o candidato não souber o mínimo dessas informações. Não há como no dia escrever uma poesia, uma narração ou qualquer outro tipo, deve-se atentar apenas para o que for pedido que é um texto dissertativo argumentativo.

Tema da redação

Todos os anos as pessoas se desesperam tentando adivinhar qual será o tema da redação, mas infelizmente apenas no dia da prova é que saberemos. Geralmente os temas são assuntos atuais da nossa sociedade, nada muito longe da nossa realidade.

Apesar de serem temas atuais é necessário o candidato criar o hábito da leitura de jornais e revistas para se informar cada vez mais. Um bom treino é pegar os últimos temas propostos na redação dos exames anteriores e fazer uma redação com cada um deles. Não sabe quais são os temas das redações dos exames anteriores? São os que seguem abaixo:

  • Tema da redação do Enem 1998: Viver e aprender
  • Tema da redação do Enem 1999: Cidadania e participação social
  • Tema da redação do Enem 2000: Direitos da criança e do adolescente: como enfrentar esse desafio nacional
  • Tema da redação do Enem 2001: Desenvolvimento e preservação ambiental: como conciliar interesses em conflito?
  • Tema da redação do Enem 2002: O direito de votar
  • Tema da redação do Enem 2003: Violência na sociedade brasileira
  • Tema da redação do Enem 2004: Como garantir a liberdade de informação e evitar abusos nos meios de comunicação?
  • Tema da redação do Enem 2005: O trabalho infantil na realidade brasileira
  • Tema da redação do Enem 2006: O poder de transformação da leitura
  • Tema da redação do Enem 2007: O desafio de conviver com a diferença
  • Tema da redação do Enem 2008: A máquina de chuva da amazônia
  • Tema da redação do Enem 2009 (prova reaplicada): “Qual o efeito em nós do ‘Eles são todos corruptos’?” e “Valorização do Idoso” 
  • Tema da redação do Enem 2010 (prova oficial): “Ajuda humanitária” e (prova reaplicada): “O trabalho na construção da dignidade humana”
  • Tema da redação do Enem 2011: Viver em rede no século XXI
  • Tema da redação do Enem 2012: O movimento imigratório para o Brasil no século XXI
  • Tema da redação do Enem 2013 Publicidade infantil em questão no Brasil
  • Tema da redação do Enem 2014 – Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil
  • Tema da redação do Enem 2015 – A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”

Inicie o seu treino o quanto antes para a redação do Enem e lembre-se sempre que sem esforço e persistência não há como melhorar na escrita da redação. Acompanhe nossa página e tenha mais informações e dicas do Enem.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Top