Cronograma do Sisu 2016 publicado: Inscrições começam dia 11 de janeiro

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2016 começam dia 11 de janeiro de 2016 (segunda-feira), o Ministério da Educação (MEC) publicou no Diário Oficial da União de 30 de dezembro de 2016 o edital nº 36 de 29 de dezembro de 2015 onde consta detalhes do processo seletivo da primeira edição do Sisu 2016 incluindo o cronograma com a data da inscrição e da divulgação do resultado.

Segundo o cronograma, as inscrições vão de 11 de janeiro até as 23 horas e 59 minutos do dia 14 de janeiro (segunda a quinta-feira), e devem ser feitas exclusivamente pela internet através do endereço http://sisu.mec.gov.br. Só poderá se inscrever no Sisu 2016 aqueles que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015 e obtiveram nota acima de zero na redação. No ato da inscrição, o estudante poderá optar por até duas opções de curso, sendo a primeira opção a preferencial.

Cronograma oficial do Sisu 2016

Fonte: http://sisu.mec.gov.br

O candidato poderá mudar de curso ao longo do processo de inscrição, nesse período o sistema disponibilizará aos candidatos a nota de corte dos cursos do Sisu, de modo que o estudante poderá optar por aqueles cursos em que tenha reais chances de concorrer, ou seja , cursos que estão com notas de corte abaixo da sua nota do Enem 2015. O edital não diz qual a periodicidade de atualização da nota de corte no sistema do Sisu.

O resultado do Sisu 2016 será divulgado no dia 18 de janeiro em chamada única, diferentemente das outras edições onde eram divulgadas duas chamadas. A consulta do resultado deverá ser feita no mesmo endereço das inscrições, em http://sisu.mec.gov.br.

Os candidatos selecionados para uma das vagas, deverão fazer suas inscrições nas instituições para onde foram selecionados nos dias 22, 25 e 26 de janeiro. Os documentos necessários para a efetivação da matrícula são elencados pelo próprio sistema do Sisu no ato de consulta da vaga selecionada no site do Sisu.

A lista de espera do Sisu estará aberta entre os dias 18 a 29 de janeiro de 2016, os candidatos que não foram selecionadas na chamada única do Sisu, poderão se inscrever na lista de espera através do site http://sisu.mec.gov.br. O candidato poderá se inscrever na lista apenas para concorrer a sua primeira opção de vaga. A lista de espera é usada pelas faculdades para preencher vagas que não foram ocupadas na chamada única do Sisu e é de responsabilidade do estudante acompanhar atentamente o andamento da lista de espera.

 

Quando começam as inscrições do Sisu 2016

Quando começam as inscrições do Sisu 2016: Início de ano é de muitas expectativas para aqueles que fizeram o Enem 2015, pois as inscrições do Sisu se iniciam. A cada ano que passa o número de inscritos para uma vaga em uma universidade pública cresce. As oportunidades de estudo melhoraram e com isso as pessoas têm aproveitado mais. Com o fim do vestibular na maioria das universidade ficou mais fácil concorrer a uma vaga em qualquer universidade pela nota do Enem.

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foi criado pelo MEC afim de “unificar” através de um sistema informatizado as notas das pessoas que fizeram o Enem para selecioná-las às universidades públicas do país. Por este sistema criado o candidato pode concorrer a uma vaga em qualquer universidade pública sem ter a necessidade de sair de casa, pois utiliza-se apenas a nota do Enem.

Quando iniciam as inscrições do Sisu 2016 ninguém sabe ainda com exatidão, sabe-se apenas que será em Janeiro como todos os anos. As inscrições do Sisu ocorrerão em dias próximos aos dias das inscrições do Prouni. OS candidatos deverão ficar atentos no mês de janeiro, pois a data de inscrição do Sisu 2016 não será prorrogada.

quando começam as inscriçoes do sisu 2016

A inscrição no Sisu 2016 ocorrerá em uma única etapa em dias pré-determinados pelo MEC. Ao abrir as inscrições do Sisu 2016, o candidato que fez a prova do Enem 2015 fará sua opção dentre as universidades participantes e os cursos ofertados. Durante a data das inscrições o candidato poderá mudar sua opção de curso e até de universidade, mas valerá a última alteração. O sistema atualiza as notas diariamente, assim dá para acompanhar e saber se tem chance ou não em determinado curso em determinada instituição.

Os candidatos selecionados serão aqueles que tiverem as maiores notas para aquele curso inscrito. As notas podem ter pesos diferentes, há universidade que utilizam critérios distintos, por isso é importante informar-se antes.

As inscrições do Sisu 2016 serão feitas exclusivamente com a nota do Enem 2015. É necessário usar o número de inscrição e senhas do Enem 2015. Caso o candidato venha a esquecer a senha de inscrição no Enem 2015, basta acessar o site do Enem e recuperá-la. A inscrição é gratuita.

Mesmo candidatos que já fizeram anteriormente poderão se inscrever no Sisu 2016 para o primeiro semestre. Quem for bolsista do Prouni também poderá inscrever-se no Sisu 2016, mas caso serja selecionado o candidato deverá optar.

Mais informações sobre quando começarão as inscrições do Sisu 2016 você terá aqui caso haja novidades. Curta nossa página no facebook e receba as novidades sobre o Sisu 2016

 

Novas regras do Prouni e Fies 2016

A partir de 2016 o Prouni e o Fies têm novas regras que passam a vigorar em todo o Brasil, o Ministério da Educação (MEC) publicou no Diário Oficial da União que aqueles que pretendem conseguir um financiamento através do Fundo de Financiamento do Ensino Superior (Fies) precisam ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e ter obtido um mínimo de 450 pontos no resultado final e não ter zerado a redação. Outra mudança também anunciada em meados de 2015 foi a mudança na taxa de juros do financiamento do Fies, que subiu de 3,4% para 6,5% ao ano.

O início das inscrições do Fies 2016 para celebração de novos contratos ainda não começou, assim que aberto o processo, e para consultar mais informações sobre o processo de financiamento do Fies acesse o site http://fiesselecao.mec.gov.br/.

As regras foram publicadas na portaria 7/2015 do MEC publicada no Diário Oficial da União de 26 de maio de 2015, veja abaixo a portaria na íntegra.

PORTARIA NORMATIVA No – 7, DE 25 DE MAIO DE 2015
Altera o art. 19 da Portaria Normativa MEC no 10, de 30 de abril de 2010, que dispõe sobre o Fundo de Financiamento Estudantil – Fies e dá outras providências.

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso da atribuição que lhe confere o inciso II do parágrafo único do art. 87 da Constituição Federal, tendo em vista o disposto na Lei no 10.260, de 12 de julho de 2001, resolve:
Art. 1o A Portaria Normativa MEC no 10, de 30 de abril de 2010, passa a vigorar com a seguinte redação:
“Art. 19. A seleção dos estudantes aptos para a contratação do financiamento do Fies, a partir do primeiro semestre de 2016, será
efetuada exclusivamente com base nos resultados obtidos no Exame Nacional do Ensino Médio – Enem, observadas as demais normas estabelecidas pelo Ministério da Educação, sendo exigida:” (N.R.)
Art.2o Ficam revogados os §§ 1o e 2o do art. 19 da Portaria Normativa MEC no 10, de 2010.
Art.3o Esta Portaria entra em vigor em 1o de janeiro de 2016.

RENATO JANINE RIBEIRO

Para quem utiliza, ou pretende utilizar, o Prouni e o Fies ao mesmo tempo as regras também endureceram e já estão em vigor. Desde o início do ano os estudantes que já tem uma bolsa parcial do Prouni só poderão utilizar o Fies para financiar a outra parte da bolsa. Estudantes que já tem bolsa integral do Prouni não estão aptos a contratar um financiamento pelo Fies para uma segunda graduação. As regras foram publicadas pelo MEC no final do ano passado através da Portaria Normativa nº 21 e passaram a valer no início de 2015.

O Fies é um programa do Governo Federal que oferece financiamento em cursos de ensino superior. Para se inscrever no processo seletivo do Fies, além da exigência de ter feito o Enem e ter obtido nota mínima de 450 pontos e não ter zerado a redação, o candidato não poder ter concluído curso superior anteriormente e deve ter renda familiar per capita de até dois salários mínimos e meio. O estudante que obter o financiamento, tem até três vezes a duração do curso para iniciar a quitação do financiamento.

 

Prouni 2016: Inscrições começam em janeiro

Logotipo Prouni 2016Todos os anos, mais precisamente no início do ano, acontece o processo de inscrição e seleção do Prouni, até o momento não foi definida a data de início das inscrições do Prouni 2016 entretanto como aconteceu nos anos anteriores, o processo de inscrição deve ser aberto no início de 2016, pouco após a divulgação do resultado final das notas do Enem 2015.

O candidato que pretende conseguir uma bolsa de estudos gratuita (ou com 50% de desconto) através do Programa Universidade Para Todos deve saber como funciona o programa antes de fazer sua inscrição e tentar uma vaga na próxima edição do Prouni.

Importante lembrar que, assim que abertas as inscrições do Prouni 2016, o processo de inscrição deve durar poucos dias e o candidato que perder esse prazo só pode tentar nova inscrição no segundo semestre de 2016, quando a oferta de vagas costuma ser menor o que dificulta o candidato de obter uma bolsa. Então fique atento ao prazo de inscrições do Prouni 2016 para não perder a oportunidade de fazer um curso superior pelo Prouni.

Vagas no Prouni 2016

A grande maioria das faculdades particulares do Brasil deve oferecer vagas no Prouni 2016. A adesão ao Prouni isenta as instituições de ensino superior do pagamento de quatro tributos: IRPJ, CSLL, COFINS e PIS, devido a incetivos, é de grande interesse das faculdades ofertarem vagas no Prouni. Na última edição do Prouni foram oferecidas 213.113 bolsas de estudos, sendo 135.616 integrais e 77.497 parciais, em 2016 a tendência é que o número de bolsas aumente ainda mais.

Na última edição do Programa, 1.117 instituições de ensino superior ofereceram bolsas do Prouni, estas instituições estão espalhadas por todos os estados do Brasil, inclusive muitas oferecendo cursos na modalidade de ensino a distância. Nem todas as faculdades oferecem bolsas para todos os seus cursos, mas normalmente na maioria das faculdades existe oferta de bolsas, ainda que em pequena quantidade como 1 ou 2 vagas para curso/turno.

Para saber se a faculdade onde você pretende estudar oferece bolsa para o curso que pretende cursar é necessário aguardar até próximo ao início das inscrições. Normalmente o Ministério da Educação (MEC) divulga a lista das faculdades participantes do Prouni dias antes das inscrições, é bem provável que na primeira quinzena de janeiro de 2016, ainda antes do início das inscrições, o MEC divulgue os nomes das faculdades. Vale lembrar que até para os cobiçados cursos de medicina existe oferta de bolsas de estudo pelo Prouni.

Para tentar uma vaga no Prouni 2016 o candidato deve ter feito o Enem 2015 e obtido no mínimo 450 pontos e não ter zerado a redação. Além disso para participar do Prouni o candidato deve atender a critérios específicos como renda familiar de até 3 (três) salários mínimos, não ter diploma de curso superior e deve ter cursado todo o ensino médio em escola pública (ou na condição de bolsista, caso tenha estudado em escola particular). Além disso, pessoas com deficiência e professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública, pode concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de licenciatura.

 

Procedimento para justificar a ausência no enem

A cada ano o Estado gasta muito dinheiro por causa dos candidatos que se inscrevem para a prova do Enem e não comparecem, por causa disso passou a vigorar nova norma para os candidatos que pedirem isenção e faltarem no dia da prova do Enem. A portaria foi publicada no último dia 14 deste mês e já começará a vigorar nesta edição do Enem 2015.

Os candidatos que conseguiram a isenção da prova do Enem deverão ficar atentos caso venham a faltar no dia da realização da mesma, a partir de agora serão obrigados a justificarem a ausência e o Inep julgará se aceita ou não a justificativa. A punição será que o candidato ficará impedido de pedir a isenção novamente na próxima edição do Enem.

 

Como justificar a ausência no Enem 2015

Como acontece todos os anos, muitos candidatos deverão faltar no dia da prova do Enem 2015, mas aqueles que conseguiram a isenção deverão se justificar. Para conter gastos com a prova do Enem 2015 tiveram outras ações que foram adotadas como não mais imprimir o Cartão de Confirmação do Local de Prova e também a elevação do valor para a inscrição